A Vivo começou a provocar o seu próximo telefone principal, o X50. Um vídeo postado no Weibo mostra o módulo da câmera, que inclui uma teleobjectiva de periscópio, duas lentes de aparência normal e um módulo muito maior, presumivelmente para a câmera principal. A lente gira à medida que o módulo é manipulado por um cardan robótico, sugerindo que a principal característica aqui é a estabilização da imagem.

Uma das grandes inclusões no telefone conceito Apex 2020 da Vivo, que não pudemos ver pessoalmente devido à pandemia do COVID-19, foi a estabilização “tipo gimbal” em uma câmera de 48 megapixels. A Vivo disse que o design foi inspirado nos olhos dos camaleões e é 200% mais eficaz que o OIS típico, permitindo exposições noturnas mais longas e vídeos mais suaves. Parece que o X50 será a primeira implantação comercial dessa ideia; outro vídeo teaser divulga a capacidade de pouca luz da câmera.

O Apex 2020 também tinha um sistema de zoom periscópio exclusivo, onde os elementos da lente realmente se movem, permitindo um zoom óptico 5x-7x genuíno. Outros telefones com lentes de “zoom” do periscópio, como o Galaxy S20 Ultra, têm apenas lentes prime longas e contam com a escala de software para lidar com distâncias focais intermediárias. Não está claro, no entanto, se esse novo design de periscópio chegará ao X50. O módulo da câmera diz “16-135” abaixo das lentes, o que poderia apenas descrever um primo de periscópio de 5x a distância focal de uma câmera principal de 27 mm.

É possível que o X50 use o novo sensor ISOCELL GN1 da Samsung, que foi anunciado ontem. Um gerente de produtos da Vivo postou sobre o novo sensor no Weibo, destacando o tamanho de 1/3 de polegada e os pixels equivalentes a 2,4 μm. O grande tamanho físico do GN1, juntamente com a avançada tecnologia de estabilização da Vivo, certamente poderia explicar a lente primária extraordinariamente grande no X50.

O evento X50 da Vivo está marcado para 1º de junho.

Fonte: www.theverge.com

Deixe uma resposta