A espaçonave Juno, orbitando Júpiter desde 2016, tem um novo sopro de vida, graças à NASA. Este explorador robótico agora deve continuar sua missão, pelo menos até setembro de 2025.

Uma extensão da missão recentemente concedida pela NASA estende o programa Juno significa que a espaçonave continuará a reunir ciência sobre o maior planeta em nosso Sistema Solar e seu séquito de dezenas de luas. Algumas dessas luas são conhecidas por terem água (particularmente Europa), e podem estar entre os lugares mais prováveis ​​no Sistema Solar onde podemos encontrar vida primitiva.

“Desde sua primeira órbita em 2016, Juno entregou uma revelação após a outra sobre o funcionamento interno deste gigantesco gigante gasoso. Com a missão estendida, responderemos a questões fundamentais que surgiram durante a missão principal de Juno, ao mesmo tempo em que alcançamos além do planeta para explorar o sistema de anéis de Júpiter e os satélites galileanos, ” Scott Bolton do Southwest Research Institute, estados.

Imagem para postagem